Comissão adquire ciclos de tratamento para satisfazer as necessidades imediatas

    27 Setembro, 2022 José Ricardo Sousa 61 Sem comentários

    A Comissão adquiriu hoje mais de 10 000 doses de tratamento de tecovirimat para tratar a varíola dos macacos Esta contratação pública de emergência, que é financiada pela Autoridade Europeia de Preparação e Resposta a Emergências Sanitárias (HERA) e canalizada através do rescEU, destina-se a obter doses de tratamento de tecovirimat para tratar pacientes com necessidades imediatas nos Estados-Membros. O tecovirimat é produzido pela empresa farmacêutica Meridian/SIGA.

    Stella Kyriakides, comissária da Saúde e Segurança dos Alimentos, «A Autoridade Europeia de Preparação e Resposta a Emergências Sanitárias adquiriu hoje mais de 10 000 ciclos de tratamento para ajudar as pessoas afetadas pela varíola dos macacos. Para além das mais de 330 000 vacinas já adquiridas pela UE, estes tratamentos ajudarão os Estados-Membros a suprir as suas necessidades imediatas e a assegurar a prestação de cuidados a um maior número de doentes na Europa. A tendência para a diminuição do número de casos de varíola dos macacos na UE é encorajadora, mas não significa que a ameaça tenha desaparecido ou que possamos baixar a guarda. A preparação é o alicerce da nossa União Europeia da Saúde.»

     

    Se bem que a contratação de emergência permita satisfazer as necessidades urgentes, a contratação conjunta atualmente em curso, impulsionada pela HERA e pelos Estados-Membros da UE, procurará também dar resposta às necessidades dos Estados-Membros a médio e a longo prazo.

    Todos os Estados participantes no Mecanismo de Proteção Civil da União podem ter acesso às 10 000 doses de tecovirimat.

    Contexto

    Desde o início do surto da varíola dos macacos, a Comissão tem vindo a acompanhar de perto a evolução desta doença na Europa e a apoiar os esforços realizados pelos Estados-Membros para se preparar e dar resposta a esta crise. A aquisição e doação de mais de 334 000 doses de vacinas produzidas pela Bavarian Nordic é apenas um dos exemplos do apoio prestado aos Estados-Membros. Um dos principais objetivos da HERA é contribuir para o desenvolvimento, o fabrico, a contratação pública e a distribuição equitativa de contramedidas médicas essenciais.

    Mecanismo «rescEU»  

    As ameaças emergentes, como as emergências médicas e os acidentes QBRN, podem gerar situações que excedam a capacidade de assistência mútua dos Estados‑Membros da UE, especialmente se diversos países europeus se virem simultaneamente confrontados com o mesmo tipo de catástrofe.

    Após a ativação do Mecanismo de Proteção Civil da UE, o rescEU proporcionará um nível adicional de proteção e assegurará uma resposta mais rápida e mais abrangente às catástrofes. A reserva rescEU será financiada a 100 % pela UE e continuará a ser controlada pela Comissão Europeia, em estreita colaboração com o país onde a reserva se encontra constituída.

    Mais informações

    Ficha informativa sobre o mecanismo rescEU

    Ficha informativa sobre o Mecanismo de Proteção Civil da União

    Ficha informativa sobre a Autoridade Europeia de Preparação e Resposta a Emergências Sanitárias (HERA) (europa.eu)

    @EC_HERA

    @eu_echo